Dois pontos

Dois Pontos #5: Julian Assange deve ser extraditado?

Um tema, dois pontos de vista. Esta rubrica semanal do Parágrafo compromete-se a trazer duas opiniões sobre um caso da atualidade mediática. Julian Assange, co-fundador do Wikileaks, teve na semana passada seu asilo na embaixada do Equador retirado. Detido pela polícia britânica, a situação do hacker australiano tem dividido opiniões acerca de seu destino, entre os que acreditam na extradição de Julian Assange para os Estados Unidos e os que temem a segurança de seu julgamento em solo americano.

Imagem: REUTERS

Este é, obviamente, um caso que implica segurança nacional e os Estados Unidos, na última década, infelizmente não provaram ser um Estado seguro na interdição da tortura em casos que implicam a segurança nacional

– admite Nils Melzer, Relator das Nações Unidas sobre tortura.

Imagem: Reuters

Fica claro na acusação que não tem a ver com castigar o jornalismo, tem a ver com ajudar à piratagem do computador militar para roubar informações dos Estados Unidos. Vou ficar à espera de ver o que acontece com as acusações. Ele violou a caução no Reino Unido. Depois as acusações na Suécia foram retiradas. Mas a questão é que ele tem de responder pelo que fez, pelo menos às acusações. Acho que é um pouco irónico que ele possa ser o único estrangeiro que essa administração deixa entrar nos Estados Unidos.
– Hillary Clinton.

Fotografia Getty Images

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *