Desporto

Domínio minhoto e portuense na próxima edição da Primeira Liga

A Liga NOS 2019/2020 vai ser jogada maioritariamente no norte português. Das 18 equipas que se inserem na competição, 11 formações situam-se acima do rio Mondego, cinco na zona do rio Tejo ou abaixo e, por fim, apenas duas equipas pertencem às regiões autónomas. Ainda que a descida para a Segunda Liga tenha sido protagonizada pelo Feirense, formação de Aveiro, e pelo Nacional da Madeira, a tendência de presença mantem-se, independentemente de a última vaga ser ocupada pelo Tondela ou Desportivo de Chaves.

Fotografia de TVI24

A região do Minho detém a maior representação, com 5 equipas. Destaque para o regresso do Gil Vicente, que retorna ao principal escalão do futebol português depois do recurso vencido nos tribunais. Além da formação de Barcelos, também o Famalicão volta aos grandes palcos nacionais. O grupo orientado por Carlos Pinto assegurou o segundo lugar da Ledman LigaPro.

Embaixadores minhotos – imagem retiradada do site zerozero.pt

Junto ao rio Tejo e ao rio Sado, as formações do Benfica, Sporting, Belenenses SAD e Vitória de Setúbal continuam a ser presenças assíduas na Liga NOS. Por sua vez, o distrito da Invicta viu regressar à principal divisão o Paços de Ferreira, que se junta ao Porto, Desportivo das Aves e Boavista. Quanto aos arquipélagos, a Madeira e os Açores contam com um representante, o Marítimo e o Santa Clara, respetivamente. Por fim, o Portimonense continua a ser o ponto mais a sul da Liga NOS.

Fotografia de RTP

Por agora segue-se um mês para descansar. Vai começar a contagem decrescente para a Liga NOS 2019/2020.

Fotografia Sapo24

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *